Ganhador.com

NBA

NBA: Stephen Curry é este craque todo que pensamos?

Foto: Jonathan Bachman/Getty Images

Golden State Warriors assume a ponta da Conferência Oeste sem o cestinha. Cabe a reflexão: ele é tão determinante assim?                

E aconteceu o que todo mundo imaginava. Foi um pouco antes do previsto, mas o Golden State Warriors aproveitou os últimos vacilos do Houston Rockets e tomou a liderança da Conferência Oeste. Os atuais campeões da NBA somam neste momento 27 vitórias e 7 derrotas, com um aproveitamento de 79,4%. Os Rockets seguem no encalço, com 25-7 (78,1%).

 

Invicto e sem Curry

Nem dá para dizer que o Golden State hoje é Stephen Curry e mais quatro. Pelo contrário. Ele torceu o tornozelo e deixou a quadra em 5 de dezembro contra o New Orleans Pelicans para não mais voltar. E os Warriors de lá para cá conseguiram suprir sua ausência sem o menor drama. Desde sua saída, a equipe soma oito vitórias e uma única derrota, a da semana passada para o Denver Nuggets, rapidamente esquecida depois da emocionante vitória sobre o Cleveland Cavaliers por 99×92 na noite de Natal.

Se Curry é este monstro todo, por que a equipe não sente sua falta? Pelo contrário: por que é justamente na sua ausência que a equipe atinge a liderança buscada desde o início?

O primeiro ponto a ser destacado é que o Golden State não é tão “Currydependente” desde a chegada de Kevin Durant – ‘KD’ sim é um astro que impacta mais a equipe em sua ausência. Basta lembrar o que ocorreu quando os Warriors não puderam contar com ele na reta final da última temporada regular, sofrendo consideravelmente mais.

O segundo item a se observar é que Curry, convenhamos, está em um momento modesto de sua carreira.

Sua média de pontos na atual temporada é respeitável – 26,3 por partida -, mas longe de mostrar a corpulência de outros momentos e de outros jogadores da atualidade.

Basta ver a lista dos atuais líderes: o maior pontuador da NBA nesta temporada vem sendo James Harden, com impressionantes 32,4 por jogo. Depois dele vêm Giannis Antetokounmpo (29,5) e Le Bron James (28,1). Até mesmo Kevin Durant está com uma média de ponto compatível com a de Curry: 26,2 para KD, que está segurando a onda legal na ausência do cestinha.

 

E quando Curry volta?

Steve Kerr demonstrou que está 1000% cauteloso com o retorno de Stephen. Curry teve sua escalação cogitada para a partida diante dos Cavs, mas o técnico decidiu que aquele não era o melhor momento e que ele esperaria a evolução da condição física para colocá-lo de volta.

É bem provável que o retorno de Curry seja discreto e ocorra aos poucos – quase como o que fez Kawhi Leonard em sua volta recente. Jogando sempre ali na casa dos 15 minutos e sem forçar. E sem atrapalhar um time que está funcionando bem em sua ausência. Esta afirmação é válida só no caso dos Warriors, pois os Spurs estão realmente um ritmo abaixo do que nos acostumamos a ver nas últimas temporadas.

É extremamente difícil imaginar que outros times como os Cavs ou os Rockets pudessem fazer, sem Harden ou LeBron, o mesmo que os Warriors nesta ausência de Curry. O repertório do Golden State é grande e eficiente para suprir a falta do craque. E Curry, convenhamos, já deixou para trás aquele seu momento iluminado da temporada 2015-2016, quando fechou o campeonato com uma média de pontos de 30,1 por partida. O seu aproveitamento das cestas de três também despencou. No auge, era de 45%. Hoje, está em 38%, o índice mais baixo de sua carreira iniciada em 2009. Que a pausa lhe dê um gás novo na busca dos melhores dias.

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Terça-feira, 26 de dezembro

  • Los Angeles Lakers 104×121 Minnesota Timberwolves
  • Detroit Pistons 107×83 Indiana Pacers
  • Dallas Mavericks 98×93 Toronto Raptors
  • Miami Heat 107×89 Orlando Magic
  • Milwaukee Bucks 106×115 Chicago Bulls
  • San Antonio Spurs 109×97 New Jersey Nets

Quarta-feira, 27 de dezembro

  • Denver Nuggets 107×83 Utah Jazz
  • Phoenix Suns 99×97 Memphis Grizzlies
  • Los Angeles Clippers 122×95 Sacramento Kings
  • 22:00 – Charlotte Hornets x Boston Celtics – Palpite: Celtics
  • 22:00 – Indiana Pacers x Dallas Mavericks – Palpite: Pacers
  • 22:30 – Atlanta Hawks x Washington Wizards – Palpite: Wizards
  • 23:00 – Oklahoma City Thunder x Toronto Raptors – Palpite: Raptors
  • 23:00 – Chicago Bulls x New York Knicks – Palpite: Knicks
  • 23:00 – Minnesota Timberwolves x Denver Nuggets – Palpite: Nuggets
  • 23:00 – New Orleans Pelicans x Brooklyn Nets – Palpite: Pelicans 

Quinta-feira, 28 de dezembro

  • 01:00 – Sacramento Kings x Cleveland Cavaliers – Palpite: Cavs
  • 01:30 – Los Angeles Lakers x Memphis Grizzlies – Palpite: Grizzlies
  • 01:30 – Golden State Warriors x Utah Jazz – Palpite: Warriors

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar