Ganhador.com

Copa Libertadores

Mais sofrimento! Botafogo e Atlético-PR chegam à última etapa antes da fase de grupos da Libertadores

Foto: AP Photo/Silvia Izquierdo

Após as dramáticas classificações na segunda fase, clubes brasileiros terão dois jogos de ida e volta contra equipes do Paraguai para tentarem se colocar entre os principais times da América.

O alívio era nítido no semblante dos jogadores de Botafogo e Atlético-PR, depois de eliminarem o Colo-Colo (CHI) e o Millonarios (COL), na quarta-feira passada, pela segunda fase da Copa Libertadores da América. Mas os dois clubes brasileiros sabiam que apenas 50% do desafio de alcançar a fase de grupos da competição estava cumprido. Afinal, para poderem comemorar de verdade e relaxar, cariocas e paranaenses terão que despachar os paraguaios do Olímpia e Deportivo Capiatá, respectivamente, pela terceira e última fase da pré-Libertadores. E as partidas de ida acontecem no Brasil, amanhã (15) à noite. Então, é de suma importância largar na frente, de preferência, com bom saldo de gols e sem levar gols em casa. O coração dos torcedores agradece.


BOTAFOGO X OLIMPIA

Foi na raça, com muito sofrimento, mas o Fogão derrubou o poderoso Colo-Colo, com um empate heroico conquistado graças a um gol suado de Rodrigo Pimpão, aos 35 minutos da segunda etapa. O problema é que os alvinegros terão outro rival com muita tradição na Copa Libertadores, sendo a terceira equipe com maior número de participações na competição: 39. O tricampeão Olimpia é conhecido como o Rei de Copas e será mais um adversário duríssimo no caminho do Glorioso. E, mais uma vez, o Bota fará a primeira partida do confronto de mata-mata no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, às 21h45 (horário de Brasília) desta quarta-feira.

Atual vice-campeão paraguaio, o clube conhecido como “El Decano” também não teve vida fácil na fase anterior, quando despachou o perigoso Independiente de Valle (EQU), vice-campeão da Libertadores no ano passado. No primeiro duelo, derrota por 1 a 0 no Equador. Em casa, no mítico estádio Defensores del Chaco, o Olimpia venceu por 3 a 1, com o gol da classificação anotado pelo veterano atacante Roque Santa Cruz.

Mas o estádio do Botafogo, que praticamente ficou lotado contra os chilenos, será, mais uma vez, o grande trunfo dos brasileiros. Já com relação à escalação alvinegra, as últimas notícias são apreensivas, pois Camilo e Montillo, principais contratações para a temporada, correm risco de não irem a campo por conta de problemas musculares. Ter segurado o Colo-Colo, em Santiago, com muita entrega e intensidade até o fim dos 90 minutos, foi um feito que serviu como injeção de confiança – afinal, a parte física era a maior preocupação em General Severiano.

E fica óbvio que os possíveis desfalques de jogadores-chave no setor de criação soariam como um belo reforço para os paraguaios, que, em tese, atuarão em um esquema mais fechado. E sem atletas especialistas em furar retrancas, o Rei de Copas pode sair do Rio com uma boa vantagem para o duelo de volta, que acontecerá na quarta-feira (22) da semana que vem, em Assunção.

Odds: Botafogo (1.91), Olimpia (4.25), empate (3.25).

Palpite: na base do sofrimento, como preveem as tradições alvinegras, o Glorioso ganha por 3 a 1.


ATLÉTICO-PR X DEPORTIVO CAPIATÁ

No mesmo horário, na Arena da Baixada, o Atlético-PR fará as honras da casa para o Deportivo Capiatá, que, diferente do Olimpia, participa da Libertadores pela primeira vez. Comparando um paraguaio com o outro, podemos concluir que o Furacão teve mais sorte que o Botafogo. Mas é preciso confirmar essa vantagem nas quatro linhas. A duras penas, os paranaenses superaram o Millonarios (COL) nas penalidades máximas, graças a duas defesas do goleiro Weverton, exímio pegador de pênaltis, e de 100% de aproveitamento de seus batedores.

Já o Capiatá se qualificou depois de uma situação bem atípica. Em casa, perderam por 3 a 1 para o Universitario (PER). Mas, no Peru, os comandados de Diego Gavilán, ex-jogador com passagens por diversos clubes brasileiros, reverteram a situação com um surpreendente triunfo por 3 a 0. Portanto, é bom os atleticanos não relaxarem um minuto sequer. Mas vejo um caminho bem promissor para que os rubro-negros de Curitiba possam abrir uma boa margem, que garanta mais tranquilidade para o confronto de volta, para que o sufoco vivido no estádio El Campín, na semana anterior, não se repita.

Odds: Atlético-PR (1.53), Deportivo Capiatá (6.90), empate (3.70).

Palpite: vitória do Atlético-PR por 2 a 0, com loucura nas arquibancas da Arena da Baixada.


Confira os outros dois jogos de ida da terceira fase da Copa Libertadores da América:

  • 16/11 – 20h15: Junior Barranquilla (1.70), Atlético Tucuman (5.30), empate (3.48)
  • 16/11 – 22h: Unión Española (1.63), The Strongest (5.48), empate (3.69)

 .

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar