UFC

Luke Rockhold volta ao UFC, nocauteia David Branch e agita categoria dos médios

Foto: Divulgação/UFC

Luke Rockhold está de volta! Depois de mais de um ano parado por conta de lesões e incertezas sobre seu futuro durante um período em que ele até flertou com a carreira de modelo, o ex-campeão nocauteou David Branch no segundo round da luta principal do UFC Fight Night Pittsburgh, que aconteceu neste sábado  (16). Sua vitória coloca fogo na categoria dos médios, que recupera um dos nomes mais empolgantes da divisão até 83,9kg. O recado está dado: ele vai com tudo atrás do cinturão.

Luke não deve precisar fazer muita força para disputar o título novamente. Apesar de ter Georges Saint-Pierre e Robert Whittaker à sua frente, antes de perder o cinturão, Luke era tido como possível campeão dominante, mas esbarrou na própria arrogância ao debochar de Michael Bisping e acabar nocauteado. Com a cabeça boa, é um rival duríssimo. Se ele, de fato, tiver aprendido a lição aplicada pelo atual campeão, vai chegar com força a uma nova chance pelo reinado dos médios.

Algo que favorece a situação de Rockhold é o status da categoria. Desde que perdeu para Bisping, não a situação não mudou muita coisa. O campeão ainda é Bisping, que lutou (e venceu) apenas uma vez no período, e ainda viu tops da categoria como Chris Weidman, Yoel Romero, Ronaldo Jacaré, entre outros, somarem derrotas, o que o manteve na terceira colocação no ranking.

Entre Rockhold e uma nova chance pelo título ainda existe a próxima disputa de cinturão dos médios e Robert Whittaker. Michael Bisping e Georges Saint-Pierre e enfrentam no dia 4 de novembro, em Nova York (EUA), pelo UFC 217 e Robert é o campeão interino da divisão. A questão é que Luke é um nome forte e após a vitória contra Branch pode pleitear imediatamente uma disputa pelo título interino com Whittaker ou até cavar uma vaga de substituto no UFC 217, caso por algum motivo St-Pierre desfalque o show.

Vale lembrar que Bisping e Rockhold já se enfrentaram duas vezes, somando uma vitória cada. Promover uma trilogia entre eles em uma disputa de título é muito mais atraente do que dar a justa chance ao título a Whittaker, campeão interino.

Saberemos em breve quais serão os rumos da divisão dos médios, mas é para lá de bom ter um nome como o de Luke Rockhold de volta. Com ele, temos uma nova opção para assistir lutas empolgantes na categoria dos médios, que depois de tanto tempo passa longe de ser uma divisão empolgante no Ultimate.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar