Ganhador.com

Futebol: Podcast

Invicto e líder isolado, o Corinthians tem o que é preciso para vencer o Brasileirão 2017?

A 12ª rodada do Campeonato Brasileiro chega ao fim hoje, as 20 horas, com o jogo entre Coritiba e Sport, no Couto Pereira e, independentemente do resultado, o Corinthians seguirá em sua improvável liderança por, no mínimo, mais 3 rodadas, já que acumula uma diferença de 9 pontos para o Flamengo – que assumiu a segunda posição na tabela após vencer o Vasco em São Januário -, e se aproveitou de mais um vacilo do Grêmio, que perdeu em casa para o Avaí por 2 a 0 e caiu para o terceiro lugar. Curiosamente, foi a terceira derrota seguida do Grêmio pelo Brasileirão desde que perdeu para o Corinthians na 10ª rodada.

No programa de hoje, falamos sobre o que seria realmente necessário para se ter um time campeão. O que é mais importante: jogadores de renome ou um conjunto forte? Aperte o play e descubra o que pensamos a este respeito e ouça também nosso resumo para a rodada do final de semana no Brasileirão 2017.

 

Resumo da 12ª Rodada do Campeonato Brasileiro

O final de semana deu uma boa agitada na tabela de classificação do Brasileirão. Fique por dentro de tudo com o nosso resumo.

 

Cada vez mais líder: Corinthians 2 x 0 Ponte Preta

Depois de “sofrer” por quase todo o primeiro tempo na Arena Itaquera e aguentar a pressão da Ponte Preta – que não se intimidou e foi pra cima desde os minutos iniciais do jogo –, o Corinthians abriu o placar nos acréscimos e desceu para os vestiários vencendo por 1 a 0. Mal começou o segundo tempo, os donos da casa, num ataque rápido com menos de 1 minuto, ampliaram a vantagem com Jô.

Depois disso, o que se viu foi aquilo que se vê em quase todos os jogos do Timão: a equipe recolhida, se aplicando defensivamente e esperando pelo contra-ataque. A Ponte ainda teve a chance de diminuir com Lucca, que cobrou a penalidade – inexistente – a favor dos visitantes (atuação digna de um Oscar para o Sheik). Mas a noite era do líder e Cássio defendeu sem grande dificuldade.

O Corinthians chega embalado para o derby de quarta-feira contra o Palmeiras, que perdeu de novo.

 

Verdão se enrola novamente: Cruzeiro 3 x 1 Palmeiras

Embora tenha sido superior nos primeiros 30 minutos, o Palmeiras não teve forças para abrir o placar no Mineirão e viu o Cruzeiro marcar aos 31 com Thiago Neves. Hudson, ainda no primeiro tempo ampliou para os donos da casa.

Cuca mexeu no time e colocou Keno no lugar de Mayke e moveu Tchê-tchê para a direita. O time melhorou, mas continuou sem criatividade. Mesmo assim, aos 16 minutos, William completou de cabeça um cruzamento de Roger Guedes que recolocou o Palmeiras no jogo e assustou o time do Cruzeiro que temia, mais uma vez, perder um jogo no qual havia conseguido a vantagem. Fechada em sua defesa, a Raposa passou a apostar nos contra-ataques e aos 46 do segundo tempo, Élber, pegando o rebote de seu próprio chute, deu números finais ao jogo. O resultado jogou o Cruzeiro de novo para a parte de cima da tabela e tirou o Palmeiras do G-4. Um resultado ruim para quem tem que enfrentar o líder do Brasileirão em um clássico regional no meio da semana. Pra deixar tudo ainda mais complicado, o Corinthians não perdeu para nenhum grande de São Paulo nesta temporada.

 

Jogo ruim e torcedores organizados criando confusão: Vasco 0 x 1 Flamengo

Em um jogo feio de doer, o Vasco vinha conseguindo manter o empate em São Januário até que Éverton Ribeiro, em uma jogada de craque, cruzou com perfeição para a finalização do seu xará, Éverton, que garantiu os 3 pontos para o Rubro-negro e a vice-liderança do Brasileirão.

Mas isto não foi o mais importante do duelo.

Mais uma vez, torcidas organizadas roubaram a cena – do pior modo possível. Ao final do jogo, os desocupados de sempre tentaram invadir o gramado. Houve confronto e à polícia só restou apelar para as medida extremas de sempre e o gás pimenta – que afetou também os jogadores do Flamengo, que ficaram “encurralados” no gramado de São Januário -, e torcedores comuns que tentavam fugir da confusão pulando pra dentro das cabines de rádio.

Se houver a mínima seriedade por parte dos organizadores do campeonato, o Vasco não joga mais em São Januário no Brasileirão 2017 – sim, tem que ser extremo assim pra se tentar gerar algum efeito positivo e acabar com a promiscuidade dos torcedores organizados com os clubes que sempre se prejudicam com suas ações. Qualquer punição menos rigorosa não servirá pra nada (como não serviu em outras ocasiões).

 

Crise sem fim: Santos 3 x 2 São Paulo

Em noite inspirada de Copete – autor de 3 gols – o Santos bateu o São Paulo e arremessou o tricolor direto para a vice-lanterna no Brasileirão.

Comandado interinamente por Pintado, o São Paulo apresentou algumas mudanças táticas, mas nenhuma boa o bastante para fazer o time jogar melhor do que vinha jogando. O zagueiro Arboleda e o meia Jonatan Gomez fizeram suas estréias. Já Cueva, nem no banco de reservas ficou.

Após abrir a vantagem de 3 gols, o Santos viu Pratto perder uma cobrança de pênalti e Shaylon, aos 27 do segundo tempo, diminuir. Arboleda ainda teve tempo de fazer o segundo aos 41 e foi só.

O São Paulo segue sendo uma decepção sem fim e cada vez mais atolado no Z-4. Este ano a briga é para não cair e mais nada.

 

Perdeu o rumo: Grêmio 0 x 2 Avaí

Superior durante todo o jogo, o Grêmio não foi capaz de passar pela muralha chamada Douglas Friedrich. O goleiro do Avaí foi o melhor em campo e, pegando até um pênalti batido por Edílson, garantiu a vitória para o modesto Leão – que marcou um golaço com Simião e fechou com um contra-ataque fatal finalizado por Júnior Dutra.

Foi a terceira derrota seguida do tricolor no Brasileirão depois do duelo contra o Corinthians – a chamada “final antecipada” na 10ª rodada. Parece que o time de Porto Alegre “perdeu o rumo” depois de cair diante do líder. Descendo para a terceira posição, o tricolor agora está 10 pontos atrás do Timão.

 

Quase fora do Z-4: Atlético-GO 1 x 2 Vitória

Como era de se esperar, o Vitória conseguiu o resultado que lhe deixa quase fora do Z-4 – está empatado com o Bahia em 12 pontos, mas atrás pelos critérios de desempate.

Mas não foi um jogo fácil: os visitantes abriram o placar no primeiro tempo com André Lima e, recuados no segundo, sofreram a pressão do Atlético-GO que, aos 23 minutos, empatou com Andrigo. Os donos da casa seguiram pressionando, mas, aos 42 minutos, Uillian recebeu na área e disparou para o fundo das redes atleticanas.

Com mais esta derrota, o Atlético-GO segue na lanterna tendo à sua frente o São Paulo.

 

Empates, empates, empates

E na série “Resultados Ruins para os Dois Lados”, Chapecoense x Atlético-PR, Bahia x Fluminense e Botafogo x Atlético-MG, ficaram, todos no 1 a 1.

Igualdade nos placares e posições inalteradas na tabela de classificação.

Na Arena Condá, o jogo foi de uma ruindade sem fim. A derrota para os dois seria o resultado mais justo. De todo modo, foi melhor para o Atlético-PR que voltou a somar pontos depois da derrota na 11ª rodada. Para a Chape, este foi o 5º jogo seguido sem vitória no Campeonato.

Amplamente dominado na Fonte Nova, o Fluminense vencia sem merecimento até que aos 38 do segundo tempo João Paulo fez o gol que trouxe um pouco de justiça ao duelo – o justo mesmo seria a vitória dos donos da casa. Com o resultado, o Fluminense chegou a uma série de 5 jogos sem derrota (1 vitória e 4 empates) e o Bahia completa 5 rodadas sem vencer (3 derrotas e 2 empates), mas conquistando o pontinho salvador que mantém a equipe fora do Z-4 – pelo menos até a próxima rodada.

No retorno do goleiro Jefferson, o Botafogo lutou até o final e, no último lance do segundo tempo, com Roger, conseguiu o empate para cima do Atlético-MG que, superior durante todo o duelo, abusou do direito de perder gols e recebeu o merecido castigo. De resto, mais um resultado “ruim” para a equipe do técnico Roger Machado.

 

Classificação

E a classificação do Brasileiro ficou assim (lembrando que ainda falta o duelo entre Coritiba e Sport, hoje a partir das 20 horas, no Couto Pereira, com transmissão pelo Premiere e SporTV):

  1.  Corinthians – 32 pontos
  2.  Flamengo – 23 pontos
  3.  Grêmio – 22 pontos
  4.  Santos – 20 pontos
  5.  Palmeiras – 19 pontos
  6.  Cruzeiro – 17 pontos
  7.  Fluminense – 17 pontos
  8.  Atlético-MG – 17 pontos
  9.  Vasco – 16 pontos
  10.  Botafogo – 16 pontos
  11.  Coritiba – 16 pontos
  12.  Sport – 15 pontos
  13.  Ponte Preta – 15 pontos
  14.  Atético-PR – 15 pontos
  15.  Chapecoense – 15 pontos
  16.  Bahia – 12 pontos
  17.  Vitória – 12 pontos
  18.  Avaí – 12 pontos
  19.  São Paulo – 11 pontos
  20.  Atlético-GO – 7 pontos

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. cocinas baratas

    24 de julho de 2017, às 09:02

    Es un gran alivio encontrar a alguien que realmente sabe lo que están hablando en Internet . Obviamente, que sabes cómo llevar un post a la luz y que sea didáctico. Más peña tiene que leer esto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar