Brasileirão Série A

Grêmio empata com o Vitória e deixa o Corinthians a apenas 3 pontos de ser heptacampeão brasileiro

Contando com o tropeço do Grêmio ontem, o Corinthias está a uma vitória do título do Brasileirão 2017

FOTO: RODRIGO RODRIGUES/GREMIO FBPA

Com a cabeça na final da Libertadores, o mistão do Grêmio não passou de um empate com o Vitória ontem em Caxias do Sul. Com o resultado, o Corinthians abre 10 pontos de vantagem  para o vice-líder e pode comemorar seu sétimo título de Campeão Brasileiro na próxima quarta-feira se vencer o Fluminense no Itaquerão.

Veja a seguir, o resumo dos jogos de ontem na 34ª rodada do Campeonato Brasileiro e clique aqui e aqui para ler o resumo dos duelos do sábado.

 

Grêmio 1 x 1 Vitória

Jogando no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul – a arena em Porto Alegre estava alugada para um show –, o mistão do Grêmio precisou correr atrás do Vitória para buscar o empate no0 duelo de ontem.

Em seu retorno ao time, o artilheiro Lucas Barrios passou em branco e ainda viu o Leão – que não se intimidou e jogou de igual para igual com o time gaúcho – abrir o placar com Patric aos 16 minutos do primeiro tempo. 2 minutos depois, Fernandinho deixou tudo igual. Ainda no primeiro tempo Neilton e Ramiro desperdiçaram boas oportunidades para assumir a vantagem no placar.

O segundo tempo não teve a mesma dinâmica; e nem poderia. Filipe Souto foi expulso aos 16 minutos da etapa final, obrigando o Vitória a se proteger com um jogador a menos. O Grêmio bem que tentou se aproveitar da vantagem númerica, mas encontrou muita dificuldade para furar o bloqueio baiano. Quando conseguiu, viu o gol de Luan ser (bem) anulado por impedimento. No final do jogo, Patric tabelou com Caíque Sá e tocou na saída goleiro Paulo Victor, mas seu companheiro estava adiantado no momento do passe. Outro gol bem anulado.

O resultado deixa o Grêmio na vice-liderança, 10 pontos (58 a 68) atrás do Corinthians, podendo ser ultrapassado pelo Santos que joga hoje à noite contra a Chapecoense, na Arena Condá, com a possibilidade de chegar a 59 pontos. Já o Vitória segue fora do Z-4 por mais uma rodada, graças à derrota do Sport para o Atlético-GO.

 

Palmeiras 2 x 0 Flamengo

Recepcionado por sua torcida com pipocas e pamonhas na saída da Academia de Futebol , o Palmeiras  contou com a “sonolência” que parece ter tomado conta do Flamengo nas últimas semanas para garantir uma vitória por 2 a 0 em casa, no retorno do pibull Felipe Melo ao time titular. Deyverson – que há algum tempo “caíra em desgraça” com a torcida – foi o autor dos 2 gols da partida.

O resultado coloca o Palmeiras de volta aos trilhos e bem perto de se garantir matematicamente no G-4, além de dar à torcida alviverde a certeza de que jogar pipocas e pamonhas contra o ônibus do time é todo o incentivo que os atletas precisam para vencer.

Como não pôde contar com esta “motivação”, o rubro-negro  – com sono e sem nenhuma vontade de ameaçar o Verdão – aceitou de bom grado os 2 gols que levou para o Rio. De bom mesmo, apenas a entrada de Vinícius Júnior no segundo tempo – o que deixou o Flamengo mais ofensivo, mas não o bastante para buscar o resultado. Se continuar assim, vai disputar a Sul-Americana no ano que vem e olhe lá.

 

Vasco 1 x 1 São Paulo

Vasco e São Paulo conseguiram aumentar suas séries invictas neste Campeonato Brasileiro, mas seguem estacionados na tabela de classificação.

Marcos Guilherme abriu o placar para o tricolor paulista em São Januário aos 39 do primeiro tempo. Caio Monteiro, aos 30 do segundo tempo, empatou para os cariocas no retorno de sua torcida ao seu estádio – depois da confusão no Vasco x Flamengo do primeiro turno, o cruzmaltino teve que jogar fora de seu estádio e sem sua torcida por boa parte do campeonato.

Para efeito de classificação, o resultado não foi bom para nenhuma das duas equipes. O Vasco deixou escapar a chance (mais uma) de entrar no G-7 – não conseguindo se aproveitar da derrota do Flamengo – e segue na 8ª posição, agora com 49 pontos. O São Paulo, por sua vez, continua em 11º, com 45 pontos e ainda correndo um risco (mínimo, é verdade) de rebaixamento.

De positivo, a boa postura do tricolor no primeiro tempo e sua capacidade de aguentar a pressão vascaína no segundo – ainda mais após a expulsão de Militão, que acabara de voltar ao time titular. Para o Vasco, a sequência de 10 jogos sem derrotas se não serve para chegar na vaga para a Libertadores, serve para mostrar um caminho para o técnico Zé Ricardo nesta reta final de Brasileirão. Não é pouca coisa.

 

Cruzeiro 3 x 1 Fluminense

O Cruzeiro se recuperou da derrota na rodada anterior diante do Flamengo e, de virada, bateu o Fluminense no Mineirão.

O tricolor carioca, mesmo jogando fora de casa, não se intimidou e abriu o placar aos 7 minutos do primeiro tempo com Pedro. Aos 16 a Raposa empatou com Lucas Romero. O equilíbrio entre os times se estabeleceu à partir deste ponto e só foi quebrado com a expulsão de Marlon que, aos 6 minutos da etapa final, tocou, involuntariamente, com o braço na bola e levou o segundo amarelo. Com um a menos o Flu não conseguiu segurar o empate e viu Diego Barbosa e Thiago Nevez darem números finais ao jogo.

O resultado mantém o Cruzeiro em 5º lugar com 54 pontos e derruba o Fluminense para a 13ª posição com 43 pontos e, à exemplo do São Paulo, correndo um risco mínimo de rebaixamento mas, ainda assim, correndo um risco.

 

Bahia 2 x 2 Atlético-MG

O tricolor baiano e o Galo mineiro fizeram um bom jogo ontem na Arena Fonte Nova. Vindo numa crescente na competição desde que passou a ser treinado por Paulo Cézar Carpegiani, o Bahia tomou um susto logo aos quatro minutos do primeiro tempo: Valdívia deixou Robinho na cara gol e o canmisa 7 só precisou empurar para o fundo das redes. Atrás no placar, o Bahia foi pra cima e encurralou o alvinegro em seu campo, mas sem levar grandes perigos ao gol de Victor.

Com mais disposição no segundo tempo, o Bahia igualou tudo com Edigar Junio, de pênalti, aos 9 minutos. Aos 18, ele mesmo aproveita uma cobrança de falta e, de cabeça, vira para o tricolor. Aos 28, entretanto, Robinho deixou tudo igual novamente.

E o jogo seguiu lá e cá, com Jean e Victor trabalhando bastante para segurar o placar até o o apito final. O resultado mantém a invencibilidade do Bahia e sua 9ª posição, com 46 pontos e praticamente livre do risco de ir para a Série B. O Galo, por sua vez, continua em 10º, também com 46 pontos, cada vez mais distante do G-7.

 

Atlético-GO 2 x 0 Sport

Contando com uma atuação medíocre do Sport – que parece aceitar o rebaixamento para a Série B como algo inevitável – e com a ajuda da estrela do atacante Diego Rosa (que substituiu Walter), o Atlético-GO dominou todo o jogo, venceu com autoridade e agora volta a sonhar com a possibilidade – matemática – de escapar do rebaixamento. Isto porque a vitória o levou aos 30 pontos – está agora a apenas 6 do mesmo Sport, 17º colocado. Com 12 pontos ainda em jogo até o final do Campeonato Brasileiro, o Dragão pode, sim, sonhar com sua permanência na Série A. Se vai mesmo permanecer, vermos em 4 rodadas.

 

Coritiba 1 x 1 Ponte Preta

Lutando diretamente para fugir do rebaixamento, Coritiba e Ponte Preta fizeram um duelo de 6 pontos no último jogo do domingo. Infelizmente para as duas equipes, o placar ficou em um insosso 1 a 1 que não ajuda ninguém, mas que é melhor para o Coxa que segue fora do Z-4 por mais uma rodada, enquanto que a Macaca se mostra perdida em sua missão de evitar um retorno à Série B.

O jogo se decidiu no segundo tempo, com gols de Léo Gamalho aos 19 minutos para os visitantes e Yan Sasse para os donos da casa aos 21. Com isso o Coritiba segue em 15º lugar com 40 pontos e a Ponte Preta se mantém em 18º – para desespero de Eduardo Baptista que de técnico badalado pode terminar o ano rotulado como “aquele que dirigiu 3 equipes em 2017 e rebaixou a Ponte Preta”.

 

Jogos , palpites e resultados da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2017

Sábado, 11 de novembro

  • 17:00 – Botafogo 0 x 1 Atlético-PR meu palpite foi: Botafogo
  • 19:00 – Corinthians 1 x 0 Avaí – meu palpite foi: Corinthians

Domingo, 12 de novembro

  • 17:00 – Vasco 1 x 1 São Paulo – meu palpite foi: Vasco
  • 17:00 – Palmeiras 2 x 0 Flamengo – meu palpite foi: empate
  • 17:00 – Grêmio 1 x 1 Vitória – meu palpite foi: empate
  • 17:00 – Atlético-GO 2 x 0 Sport – meu palpite foi: Sport
  • 18:00 – Bahia 2 x 2 Atlético-MG – meu palpite foi: Bahia
  • 19:00 – Coritiba 1 x 1 Ponte Preta – meu palpite foi: Coritiba
  • 19:00 – Cruzeiro 3 x 1 Fluminense – meu palpite foi:Cruzeiro

Segunda-feira, 13 de novembro

  • 20:00 – Chapecoense x Santos Palpite: Santos

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar