Futebol Europeu

Fim de jejum: Feyenoord campeão holandês de 2016/17

Foto: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

O grito de campeão estava preso há 17 anos na garganta!

Todo grande clube já viveu um drama como o do Feyenoord: um longo período de tempo sem comemorar o campeonato nacional. A seca da agremiação de Roterdã se encerrou neste fim de semana com a vitória sobre o Heracles na derradeira rodada da Eredivisie.

   

Feyenoord campeão

O Feyenoord começou com tudo a Eredivisie 2016/17. Nas nove primeiras rodadas, os tricolores conquistaram todos os 27 pontos em disputa, incluindo um triunfo no clássico contra o PSV. A perda dos 100% de aproveitamento veio no compromisso seguinte, no empate contra o fortíssimo Ajax.

A arrancada inicial permitiu ao Feyenoord tropeçar. Depois de ficar na igualdade com o Heerenveen, a invencibilidade foi embora contra o Go Ahead Eagles fora de casa. Outro escorregão foi o empate contra o Utrecht.

Novo sprint foi iniciado no dérbi citadino, contra o Sparta. O histórico 6 a 1 foi o primeiro de dez êxitos consecutivos, que incluiu bater novamente no PSV.

No dérbi do returno os Lordes do Castelo se vingaram vencendo por 1 a 0.

Na reta final, Nicolai Jørgensen e seus companheiros se acomodaram. Primeiro, perderam para o Ajax, ressuscitando na liga o quadro de Amsterdã. A quatro encontros do fim, o Orgulho do Sul apenas empatou com o Zwolle. O título não veio no penúltimo compromisso porque o Excelsior, outra agremiação de Roterdã, goleou o futuro campeão por 3 a 0.

O campeão só seria conhecido mesmo no último capítulo da liga. Novo fracasso e o troféu escaparia pelos dedos da mão. Brilho a estrela de Dirk Kuyt, que deu show, e logo no primeiro minuto marcou 1 a 0 para o Feyenoord sobre o Heracles. O mesmo jogador fez o segundo aos 12′. A esta altura, pouco importava quanto estava Willem II x Ajax. O artilheiro fez ainda o terceiro de pênalti aos 39′ do segundo tempo e deu início ao carnaval de Roterdã. O Heracles descontaria e o placar seria concluído em 3 a 1, o mesmo escore do triunfo do Ajax, em Tilburgo.

A base campeã: Brad Jones; Karsdorp, Botteghin, Nelon e Kongolo; Ahmadi, Toornstra e Vilhena; Jorgensen, Elia e Dirk Kuyt. Técnico: Giovannni Van Bronckhorst.

   

Bares lotados em Roterdã

A simpática Roterdã amanheceu num clima de expectativa e de festa que há muito não se via. Desde cedo, os cidadãos e torcedores do Feyenoord tomaram os bares da cidade para acompanhar a partida que poderia encerrar o jejum de quase duas décadas sem o título nacional. Ruas como Lijnbaan, Witte de Withstraat, pareciam formigueiros. Quem não chegou cedo e se sentou teve que voltar para o conforto do sofá de casa ou ficar em pé exprimido assistindo por um dos telões espalhados pela prefeitura nas praças da cidade.

Com os gols sendo marcados, os torcedores de todos os cantos da cidade pulavam, cantavam e bebiam cerveja, estavam eles em casa, nas ruas, nos bares ou no estádio.

 

Feyenoord, Ajax e PSV na Europa

A Eredivisie classificou o Feyenoord diretamente para a fase de grupos da Champions League. O Ajax disputará o mata-mata preliminar.

O PSV, terceiro colocado, representará o país na Liga Europa, junto com o Vitesse, campeão da Copa da Holanda.

Já o Go Ahead Eagles, foi rebaixado.

 

Pós-temporada

Com os futuros de Feyenoord, Ajax, PSV, Vitesse e Go Ahead Eagles definidos, outras agremiações adiaram as férias para entrar em campo em playoffs que definirão seus futuros.

Utrecht, AZ Alkmaar, Groningen e Heerenven se enfrentarão. Em jogo estará uma vaga no mata-mata da Liga Europa. Vale lembrar que o Twente se encontra suspenso de competições internacionais e por isso não poderá participar deste certame.

Lá em baixo, NEC Nijmegen e Roda JC se juntarão a oito equipes da divisão de prata em um outro playoff que definirá quais as duas instituições que merecem concorrer no próximo Campeonato Holandês.

 

VV Venlo conquista a Eerste Divisie

O VV Venlo terminou a segundona holandesa na primeira posição. Em 38 partidas, foram 80 pontos acumulados, quatro a mais que o Jong Ajax (time reserva do poderoso clube da capital holandesa). Os aureonegros garantiram seu retorno à elite em 2017/18.

A Série B holandesa tem uma particularidade. A cada nove rodadas, computa-se um período. Os melhores de cada período avançam aos playoffs. Traduzindo, temos oito equipes disputando o acesso à primeira divisão, junto com o penúltimo e o antepenúltimo da Eredivisie.

No outro extremo da classificação, o Achilles’29 caiu para a Tweede Divisie e será substituído pelo campeão da terceirona, o Jong AZ Alkmaar.

 

Título inédito para o Vitesse

Com a participação de 64 times das quatro primeiras divisões, o Vitesse conquistou pela primeira vez em sua história a Copa KNVB (Copa da Holanda). O título veio com uma vitória de 2 a 0 sobre o AZ Alkmaar, em Roterdã. A conquista credenciou os Vitas a participar das próximas edições da Supercopa Holandesa e da Liga Europa.

O primeiro troféu da temporada nacional foi a Supercopa Holandesa (Escudo (Escudo Johan Cruyff), disputada em julho entre o então campeão da liga (PSV) e o detentor da copa (Feyenoord). Os de Eindhoven venceram por 1 a 0, em Amsterdã, e não passaram em branco o ano.

 

Resultados da 34a rodada:

Domingo, 14 de maio:

  • Den Haag 4×1 Excelsior
  • AZ Alkmaar 2×3 Utrecht
  • Feyenoord 3×1 Heracles
  • Go Ahead Eagles 1×3 Sparta Roterdã
  • Heerenveen 0x2 NEC Nijmegen
  • Willem II 1×3 Ajax
  • PSV 4×1 Zwolle
  • Vitesse 3×0 Roda
  • Twente 3×5 Groningen

   

Classificação:

  1. Feyenoord – 82 – Campeão + Champions League (fase de grupos)
  2. Ajax – 81 – Champions League (3a fase)
  3. PSV – 76 – Liga Europa (3a fase)
  4. Utrecht – 62 – Playoffs para Liga Europa
  5. Vitesse – 51 – Liga Europa (fase de grupos – Copa da Holanda)
  6. AZ Alkmaar – 49 – Playoffs para Liga Europa
  7. Twente – 45
  8. Groningen – 43 – Playoffs para Liga Europa
  9. Heerenveen – 43 – Playoffs para Liga Europa
  10. Heracles – 43
  11. ADO Den Haag – 38
  12. Excelsior – 37
  13. Willem II – 36
  14. Zwolle – 35
  15. Sparta Roterdã – 34
  16. NEC Nijmegen – 34 – Playoffs permanência/rebaixamento
  17. Roda – 33 – Playoffs permanência/rebaixamento
  18. Go Ahead Eagles – 23 – 2a divisão 2017/18

 

Os Campeões:

Campeonato Nacional:

  • 1888/89 – Concordia
  • 1889/90 – Koninklijk
  • 1890/91 – HVV Den Haag
  • 1891/92 – Run, Amstels and Progress
  • 1892/93 – Koninklijke
  • 1893/94 – Run, Amstels and Progress
  • 1894/95 – Koninklijke
  • 1895/96 – HVV Den Haag
  • 1896/97 – Run, Amstels and Progress
  • 1897/98 – Run, Amstels and Progress
  • 1898/99 – Run, Amstels and Progress
  • 1899/00 – HVV Den Haag
  • 1900/01 – HVV Den Haag
  • 1901/02 – HVV Den Haag
  • 1902/03 – HVV Den Haag
  • 1903/04 – Craeyenhout
  • 1904/05 – HVV Den Haag
  • 1905/06 – Craeyenhout
  • 1906/07 – HVV Den Haag
  • 1907/08 – Quick Den Haag
  • 1908/09 – Sparta Roterdã
  • 1909/10 – HVV Den Haag
  • 1910/11 – Sparta Roterdã
  • 1911/12 – Sparta Roterdã
  • 1912/13 – Sparta Roterdã
  • 1913/14 – HVV Den Haag
  • 1914/15 – Sparta Roterdã
  • 1915/16 – Willem II
  • 1916/17 – Go Ahead Eagles
  • 1917/18 – Ajax
  • 1918/19 – Ajax
  • 1919/20 – Be Quick 1887
  • 1920/21 – NAC Breda
  • 1921/22 – Go Ahead Eagles
  • 1922/23 – Heemstede
  • 1923/24 – Feyenoord
  • 1924/25 – Craeyenhout
  • 1925/26 – Enschede
  • 1926/27 – Heracles
  • 1927/28 – Feyenoord
  • 1928/29 – PSV
  • 1929/30 – Go Ahead Eagles
  • 1930/31 – Ajax
  • 1931/32 – Ajax
  • 1932/33 – Go Ahead Eagles
  • 1933/34 – Ajax
  • 1934/35 – PSV
  • 1935/36 – Feyenoord
  • 1936/37 – Ajax
  • 1937/38 – Feyenoord
  • 1938/39 – Ajax
  • 1939/40 – Feyenoord
  • 1940/41 – Heracles
  • 1941/42 – ADO Den Haag
  • 1942/43 – ADO Den Haag
  • 1943/44 – De Volewijckers
  • 1944/45 – Não Disputado
  • 1945/46 – Haarlem
  • 1946/47 – Ajax
  • 1947/48 – Den Bosch
  • 1948/49 – Schiedamse
  • 1949/50 – Limburgia
  • 1950/51 – PSV
  • 1951/52 – Willem II
  • 1952/53 – Heemstede
  • 1953/54 – Eindhoven
  • 1954/55 – Willem II
  • 1955/56 – Rapid

Eredivisie:

  • 1956/57 – Ajax
  • 1957/58 – Utrecht
  • 1958/59 – Sparta Roterdã
  • 1959/60 – Ajax
  • 1960/61 – Feyenoord
  • 1961/62 – Feyenoord
  • 1962/63 – PSV
  • 1963/64 – Door Wilskracht Ster
  • 1964/65 – Feyenoord
  • 1965/66 – Ajax
  • 1966/67 – Ajax
  • 1967/68 – Ajax
  • 1968/69 – Feyenoord
  • 1969/70 – Ajax
  • 1970/71 – Feyenoord
  • 1971/72 – Ajax
  • 1972/73 – Ajax
  • 1973/74 – Feyenoord
  • 1974/75 – PSV
  • 1975/76 – PSV
  • 1976/77 – Ajax
  • 1977/78 – PSV
  • 1978/79 – Ajax
  • 1979/80 – Ajax
  • 1980/81 – AZ Alkmaar
  • 1981/82 – Ajax
  • 1982/83 – Ajax
  • 1983/84 – Feyenoord
  • 1984/85 – Ajax
  • 1985/86 – PSV
  • 1986/87 – PSV
  • 1987/88 – PSV
  • 1988/89 – PSV
  • 1989/90 – Ajax
  • 1990/91 – PSV
  • 1991/92 – PSV
  • 1992/93 – Feyenoord
  • 1993/94 – Ajax
  • 1994/95 – Ajax
  • 1995/96 – Ajax
  • 1996/97 – PSV
  • 1997/98 – Ajax
  • 1998/99 – Feyenoord
  • 1999/00 – PSV
  • 2000/01 – PSV
  • 2001/02 – Ajax
  • 2002/03 – PSV
  • 2003/04 – Ajax
  • 2004/05 – PSV
  • 2005/06 – PSV
  • 2006/07 – PSV
  • 2007/08 – PSV
  • 2008/09 – AZ Alkmaar
  • 2009/10 – Twente
  • 2010/11 – Ajax
  • 2011/12 – Ajax
  • 2012/13 – Ajax
  • 2013/14 – Ajax
  • 2014/15 – PSV
  • 2015/16 – PSV
  • 2016/17 – Feyenoord

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.