Ganhador.com

Boxe

Entenda por que investir em Robbie Davies Jr., na defesa do título da WBA, contra Zoltan Szabo

Foto: Mark Runnacles/Getty Images

Na preliminar, grande expectativa para a revanche entre Jack Arnfield e Mick Hall, em Preston, na Inglaterra

Os britânicos estavam ansiosos para o que seria uma espécie de clássico entre Inglaterra e Escócia no boxe. Afinal, o inglês Robbie Davies Jr. defenderia o título dos super-leves da Associação Mundial de Boxe (World Boxing Association – WBA) contra o veterano escocês Willie Limond (37 anos), no Guild Hall, em Preston, cidade que fica no condado de Lancashire, no próximo sábado (21). Mas ficará para uma próxima (ou não). Em cima da hora, Limond adoeceu, e seu agente desmarcou a luta, alegando que o cliente não se recuperaria a ponto de enfrentar o campeão em suas melhores condições. Afinal, lutador de cama, não faz fama. Como substituto, foi convocado o húngaro Zoltan Szabo.

Como era de se esperar, foi inevitável a “tiração de sarro” por parte de Davies, que insinuou que o desafiante ficou com medo e inventou uma desculpa. Ele ainda aproveitou para cutucar o pugilista suplente.

“Seja qual for a verdade, o fato é que Limond claramente não queria me enfrentar. Mas Szabo é um adversário jovem, muito promissor, que está agora na minha frente e eu vou caçá-lo até que caia. Ele é firme, um lutador que se move bem e será difícil, mas eu vou persegui-lo no ringue e, em seguida, o pegarei”, prometeu o inglês.

 

RAIO-X DOS LUTADORES

Robbie Davies Jr., de 27 anos, é um dos grandes talentos do boxe na Inglaterra. Invicto, até o momento, depois de vencer todos os 14 confrontos como profissional, ele tem como especialidade o nocaute, quando liquidou seus adversários depois da contagem dos dez segundos em 70% dos combates que disputou. E na mais recente luta do campeão, precisou de apenas quatro rounds para derrubar o polonês Lukasz Janik, em dezembro do ano passado.

Já Szabo tem apenas 22 anos e um currículo de 16 lutas, com 13 vitórias, sendo seis por nocaute, e três derrotas. Ele vem de um revés para o irlandês Stephen “The Rock” Ormond, em uma revanche. Aliás, tal fato é mencionado com atenção por Davies.

“Como Szabo foi encaixotado na Alemanha, ele virá para ganhar, para obter a melhor vitória de sua carreira. Mas isso não vai acontecer. Eu estou em uma forma fantástica e não vejo a hora de mostrar aos milhões de fãs do boxe que sigo no caminho até o topo do esporte”, discursou o confiante campeão dos super-leves.

Se Robbie Davies Jr., que é filho do medalhista olímpico no boxe Robbie Davies, já era favorito contra Willie Limond, as possibilidades de vitória sobre Szabo são ainda maiores, quando a manutenção do cinturão irá gerar o pagamento de R$ 1,03 sobre cada real, enquanto a cota do desafiante húngaro é onze vezes maior: R$ 11 por R$ 1.

Acho uma ótima oportunidade para quem busca uma aposta segura. Vejo um panorama excelente para investir no britânico, que deve resolver a parada, por nocaute, em até cinco rounds, no que geraria o retorno de 230% nos aportes. Davies, que levou oito de seus nove últimos oponentes à lona, deu um último recado ao húngaro.

“Admiro a coragem dele em me enfrentar, quando outros declinaram. Eu tiro meu chapéu. Mas ele vai descobrir que há níveis no boxe, e eu pertenço à elite.”

 

JACK ARNFIELD X MICK HALL

No combate preliminar, teremos a revanche entre os ingleses Jack Arnfield, dono do cinturão dos médios, pela Associação Mundial de Boxe (AMB), e Mick Hall. O título de Arnfield foi conquistado contra John Ryder, depois de 12 assaltos duríssimos, em Manchester, em setembro do ano passado. Em 2015, em Blackpool, Jack venceu Hall, que contestou muito a decisão. Ele espera melhor sorte no sábado, quando lutará em casa, já que nasceu em Preston. Mas Arnfield fez questão de provocar o desafiante.

“Espero que Hall seja mais apto do que na época em que eu o encaixotei. E ele irá precisar, porque eu estarei em melhor forma do que naquele momento”, prometeu.

Mesmo diante de seus conterrâneos, os nossos odds não mostram um panorama muito favorável para Mick Hall, pois o triunfo dele paga R$ 4,33 sobre cada real. A tendência é que Jack Arnfield mantenha o cinturão e faça com que os investidores desfrutem da margem de resgate de 22%. Porém, o mais interessante é que, para os torcedores, será um duelo entre Preston North End, time de Hall, e o Blackpool, que é a equipe para qual Arnfield torce. E a rivalidade é grande. Quem sairá com a vitória?

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar