Ganhador.com

Paranaense

Confira os prognósticos do que pode ser o melhor Estadual Paranaense dos últimos anos

Campeonato Paranaense
Foto: CORITIBA FOOT BALL CLUB / Divulgação

Times do interior sonham em parar Atlético, Coritiba e Paraná

Atlético e Paraná, da elite nacional, além do gigante Coritiba, ganham a companhia de algumas forças do interior, como o Londrina, que fez um bonito papel na série B do Brasileirão. Outros também buscam reconhecimento, como o conseguido pelo Operário, que se tornou este ano o melhor da quartona do país. Confira abaixo as últimas notícias do Campeonato Paranaense.

 

As agremiações

O campeão da segundona de 2017, Maringá, e o vice, União (de Francisco Beltrão), são as novidades do “Paranaensão” 2018.

Os demais concorrentes são o trio da capital (Atlético, Coritiba e Paraná), FC Cascavel, Cianorte, Foz do Iguaçu, Londrina, Prudentópolis, Rio Branco (de Paranaguá) e Toledo.

 

Igual ao Carioca de alguns anos atrás

A Federação Paranaense de Futebol imitou a fórmula do certame carioca de alguns anos atrás. A primeira fase será composta de dois turnos, ou taças.

Na Primeira Taça, as equipes do grupo A encaram as de B. Os dois melhores de cada hexagonal avançam às semifinais. Posteriormente, teremos a final.

Na Segunda Taça, as partidas da primeira fase são dentro dos grupos. Os dois melhores de cada, passam às semifinais que levam à final. O vencedor de cada taça disputa a final do Estadual. Caso uma associação seja o melhor de ambas, ela será declarada campeã sem a finalíssima. Os dois piores da soma dos turnos descem para a segundona de 2019.

O torneio garante presenças na Copa do Brasil aos três primeiros colocados.  Os dois melhores que não tenham vaga no Brasileirão representam o estado na Série D de 2019.

 

Como foi este ano?

No Campeonato Paranaense deste ano, os doze postulantes ao título se enfrentaram em turno único. Ao final das onze rodadas, os oito melhores avançaram às quartas de final (Paraná, Coritiba, Cianorte, Londrina, Prudentópolis, FC Cascavel, Atlético e Rio Branco) e os dois piores foram rebaixados (PSTC e J. Malucelli). Foz do Iguaçu e Toledo foram eliminados.

No mata-mata, o Coritiba acabou dando a volta olímpica ao fazer 3 a 0 e 0 a 0 na grande decisão contra o Atlético.

Os finalistas se classificaram para a Copa do Brasil, junto com o Cianorte, terceiro colocado.

Cianorte e Prudentópolis também asseguraram vagas na Série D do Brasileirão de 2018.

 

As preparações

O Atlético ainda busca um novo técnico. Por enquanto, a diretoria acertou a contratação do atacante Bergson (que estava no Paysandu). Há interesse na renovação de Paulo André. Já Lucho González, Fabrício, Henrique, Lucas Fernandes e Eduardo devem ser dispensados.

O Paraná acertou com o professor Wagner Lopes e com três atletas: Diego e Alex Santana, que trabalhavam no Internacional, e Charles, que defendia o Joinville. As contratações de Marciel (do Corinthians) e Iago Maidana (do São Paulo) são o desejo do Tricolor.

O Coritiba acabou de eleger o presidente Samir Namur, o que atrasou o planejamento. O Coxa recebeu € 2 milhões pela venda de Dodô para o Shakhtar Donetsk. O novo mandatário tem interesse nas renovações de Kleber e Wilson.

Campeão da Primeira Liga, o Londrina fechou com Wesley, ex-Internacional de Limeira, promoveu Anderson e Felipe da base, e acertou as permanências de César, Carlos Henrique, Germano, Dirceu e Jardel.

O Toledo apresentou uma grande novidade: Paulo Baier estreia na função de treinador.

 

Dez clubes na Série B

A Série B da contenda paranaense teve que ser antecipada para o começo do ano por causa da participação do Operário (de Ponta Grossa) na Série C nacional.

Os novatos no nível de prata são o Independente (de São José dos Pinhais), campeão da terceirona; Rolândia, vice do andar de baixo; e Batel (de Guarapuava), que completou o pódio da série C, além do PSTC (de Cornélio Procópio), oriundo do primeiro patamar. Vale comentar que o Batel só conseguiu o acesso por causa da desistência do J. Malucelli, que fechou as portas no começo deste mês.

Completam a relação de inscritos: Andraus (de Campo Largo), Cascavel CR, Iraty, Paranavaí e Portuguesa Londrinense (de Londrina).

 

Terceirona no segundo semestre

Apucarana, Arapongas, Cambé, Campo Mourão, GRECAL (de Campo Largo), Grêmio Maringá, União (de Nova Fátima) e Verê têm direito a competir buscando duas vagas na segunda divisão de 2019.

 

Ranking de campeões

  • Coritiba, 38
  • Atlético-PR, 23
  • Ferroviário, 8
  • Britânia, 7
  • Paraná, 7
  • Londrina, 4
  • Maringá, 3
  • Palestra Itália, 3
  • Pinheiros, 2
  • Água Verde, 1
  • Américas, 1
  • Cascavel, 1
  • Colorado, 1
  • Comercial, 1
  • Internacional, 1
  • Iraty, 1
  • Monte Alegre, 1
  • Operário, 1
  • Paraná SC, 1
  • Paranavaí, 1

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar