Ganhador.com

Brasileirão Série A

Campeão do Brasil 30 anos atrás, Sport luta contra rebaixamento e fim de festa

Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

Desesperado pela vitória, o rubro-negro pega o Bahia às 17h (de Brasília) de domingo (19) em Recife    

Os aniversários redondos são um gordo filão de dinheiro para os clubes no futebol moderno. É a chance perfeita para lucrar com uma série de eventos e lançar as mais diversas linhas comemorativas. Mas isso corre o risco de não acontecer com o complicado Sport, um dos clubes mais desesperados do Brasil neste instante. A equipe joga o seu futuro na Ilha do Retiro às 17h (de Brasília) deste domingo (19), quando enfrenta o Bahia por um confronto decisivo pela 36ª rodada do Brasileirão.

 

Uma data que chega até a machucar

Há exatos 30 anos, em 1987, o Sport atravessava uma situação bem diferente. Em um regulamento confuso e que gera polêmica até hoje, a equipe pernambucana bateu o Guarani e foi declarada campeã do Brasileirão no dia 13 de dezembro. E esta data pode ser alcançada, agora em 2017, com a equipe simplesmente na Série B.

A missão do Sport é das mais dramáticas. A equipe que chegou a sonhar com uma vaga na Libertadores da América despencou de uma maneira rara de se ver e praticamente impossível de entender.

As últimas oito rodadas do clube no Brasileirão foram tétricas. Somou apenas três pontos de um total de 24 possíveis. Se falarmos de aniversário do título de 1987, a última vitória da equipe no Brasileirão está também praticamente cantando parabéns: foi há mais de um mês, com um 2×1 sobre o Vitória em 12 de março.

O ânimo da equipe é dos piores. Além da 18ª colocação e dos três pontos a menos que a Ponte Preta, hoje a 17ª, e que também cairia, o Sport foi atropelado pelo Palmeiras com sua segunda pior derrota no campeonato, um 5×1 no Allianz Parque que só é gramas mais leve que o 5×0 imposto pelo Grêmio no dia 2 de setembro, quando o técnico ainda era Vanderlei Luxemburgo.

Para piorar a situação do Sport e deixar tudo realmente como um milagre, o treinador da equipe neste instante é o interino Daniel Paulista. Se a missão foi difícil demais para um medalhão como Luxemburgo, é de se imaginar que a tarefa escape das capacidades de um profissional em início de carreira, como Daniel.

 

Bahia tenta a Libertadores

O Bahia pode ser enxergado o clube que vive momento exatamente oposto ao Sport. Se o Leão da Ilha luta para fugir do rebaixamento depois de sonhar com a Libertadores, a tentativa do tricolor baiano depois de garantir a permanência na elite é realmente atingir a competição internacional – e há boas chances para isso acontecer.

O clube comandado por Paulo Cesar Carpegiani está na nona colocação, com 49 pontos, apenas um a menos que o Flamengo, clube que hoje alcançaria a Libertadores por estar em sétimo lugar. A equipe na última rodada venceu e convenceu ao deixar o Santos perdido com um 3×1. O Bahia está há seis rodadas sem perder, com quatro vitórias e somente dois empates. É um feito e tanto para um Carpegiani que estava esquecido no passado. Afinal, seus grandes trabalhos ocorreram nos anos 80 – com o Flamengo campeão de 1981 – e 90, com a brava seleção do Paraguai que quase eliminou a França na Copa do Mundo que os azuis organizaram e venceram em 1998.

Carpegiani tem 68 anos. Daniel Paulista, seu adversário, está com 35. Quase a metade.

 

Palpite

O futebol contraria a lógica a todo instante, e eis uma partida bem propícia para vermos esta mudança de rumo. O Bahia, claro, chega com muito mais força e é o amplo favorito à vitória, mas é difícil imaginar que o Sport, mesmo mergulhado no caos, não vá demonstrar bravura e jogar com o coração na chuteira até a última bola.

O momento de Pernambuco no futebol é terrível, e um esforço extra do Sport em manter-se na Série A é plenamente justificável. Náutico e Santa Cruz caíram para a Série C. A permanência do Sport faria bem ao futebol brasileiro. Conscientes disso, os jogadores podem – e devem – juntar forças para um 1×0 chorado que seja para ajudar a equipe nesta batalha para ficar na elite.

 

Jogos da 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2017

Domingo, 19 de novembro

  • 17:00 – Atlético-GO x Chapecoense – Palpite: Chape
  • 17:00 – Flamengo x Corinthians – Palpite: Empate
  • 17:00 – São Paulo x Botafogo – Palpite: São Paulo
  • 17:00 – Sport x Bahia – Palpite: Sport
  • 17:00 – Vitória x Cruzeiro – Palpite: Cruzeiro
  • 19:00 – Atlético-MG x Coritiba – Palpite: Atlético-MG
  • 19:00 – Atlético-PR x Vasco – Palpite: Empate
  • 19:00 – Santos x Grêmio – Palpite: Santos

Segunda-feira, 20 de novembro

  • 17:00 – Fluminense x Ponte Preta – Palpite: Fluminense
  • 20:00 – Avaí x Palmeiras – Palpite: Palmeiras

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar