Ganhador.com

Copa Sul-Americana

Buscando título inédito, Sport “muda a chave” contra o Junior Barranquilla pelas quartas de final da Copa Sul-Americana

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Perto da zona do rebaixamento no Brasileirão, equipe pernambucana foca no torneio continental e tenta abrir vantagem na partida de ida, na Ilha do Retiro

Dando sequência a caminhada rumo ao inédito título da Copa Sul-Americana, Sport e Junior Barranquilla encerram nesta quinta-feira, às 21h45, em Recife, os jogos de ida das quartas de final da competição continental. Jogando com apoio da massa pernambucana, os rubro-negros querem fazer da Ilha do Retiro um verdadeiro caldeirão e abrir vantagem contra a experiente equipe colombiana. Confira as forças de cada time para o embate!

 

Brasileirão x Sul-Americana

O Sport chega para o duelo contra os Tubarões pressionado pelas más atuações no Brasileirão. A equipe vem de três jogos sem vitórias e ocupa a 15ª colocação no Nacional, apenas dois pontos acima do Vitória, o primeiro time do Z-4. Se levarmos em consideração os jogos na Ilha do Retiro, a situação é ainda pior, já que dos últimos cinco jogos em casa, o clube empatou quatro vezes e perdeu uma. Com a “corda no pescoço”, os jogadores do clube sabem que um resultado positivo na Copa Sul-Americana ameniza a pressão e dará mais confiança para a luta contra a degola.

Por isso, o técnico Vanderlei Luxemburgo não deve poupar ninguém. Ou seja, o Professor vai com o que de melhor tem à disposição. Isso significa o volante Rithely, que sente dores no tornozelo, deve ficar de fora. Wesley, seu substituto imediato, não pode jogar porque chegou ao clube após o período de inscrições. Assim, Patrick pode ganhar uma vaga.

No ataque, Diego Souza, convocado mais uma vez pelo técnico da Seleção Brasileira Tite para os amistosos no fim do ano, e André, artilheiro do clube na Copa Sul-Americana com quatro gols, estão confirmados. Ao lado do ponta Rogério, que entrou muito bem nos últimos dois jogos do Brasileirão e “ganhou” a posição com gol e sofrendo pênalti, eles lideram o Leão de Pernambuco logo mais.

 

Dupla explosiva

Se o Sport tem em Diego Souza e André as suas grandes apostas, o Junior Barranquilla não fica por baixo com sua linha de ataque. O experiente Téo Gutiérrez, com passagens por River Plate e Sporting, e Yimmi Chará, sondado por equipes brasileiras, são as armas colombianas para surpreender os brasileiros. Juntos, eles possuem 15 gols na atual Liga Águila, o torneio da Colômbia. Desde que retornou ao país, em janeiro, Chará acumula 12 gols em 15 partidas disputadas pela equipe, o que dá uma média de 1,25 gol por jogo.

Além disso, o ex-jogador da Liga Mexicana e seu companheiro de ataque foram os principais responsáveis pela longa invencibilidade de 13 jogos do clube na temporada, que só foi interrompida no último fim de semana, em derrota por 1×0 em casa para o Santa Fé. Apesar do fim da expressiva marca, a equipe continua no páreo para vencer o campeonato local, ocupando a terceira posição, três pontos atrás do líder Atlético Nacional.

 

Cadê minhas chuteiras

A situação parece até bizarra, mas você já imaginou um time não poder treinar porque não tem chuteiras? Pois é, começou assim a jornada do Junior Barranquilla em Recife. Depois de uma viagem que durou quase dois dias, incluindo escala no Panamá, os jogadores aterrissaram em Pernambuco sem seus instrumentos de trabalho. Programação afetada? Nada disso. Bate bola na praia comandado pelo técnico uruguaio Jorge Comesaña e compras… Antes do treino no Arruda os jogadores passaram em um shopping e compraram 20 chuteiras. Assim, tudo certo para as atividades, já que as chuteiras vindas da Colômbia devem chegar – se Deus quiser, rs – nesta quinta-feira, dia do jogo.

 

Prêmio gordo

De olho no inédito título da Copa Sul-Americana, Sport e Junior Barranquilla sabem que o troféu da segunda competição mais importante do torneio sul-americano não traz satisfação apenas esportiva. O primeiro lugar afeta diretamente o cofre dos clubes. O campeão desta edição embolsará a bagatela de R$ 15,9 milhões, além de bônus para a disputa da Copa Libertadores do próximo ano, Recopa Sul-Americana, Copa Suruga e Supercopa Euroamericana. Ao todo, o vencedor de 2017 levará R$ 24,9 milhões. Tem motivo melhor para ir atrás do título?

 

Jogos de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana 2017

Terça-feira, 24 de outubro

  • 22:45 – Libertad 1×0 Racing – Palpite: empate

Quarta-feira, 25 de outubro

  • 20:15 – Nacional-PAR x Independiente – Palpite: Nacional
  • 21:45 – Fluminense x Flamengo – Palpite: empate

Quinta-feira, 26 de outubro

  • 21:45 – Sport x Junior Barranquilla – Palpite: Sport

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar