NFL

Browns e 49ers foram bem, já os Bears… O que de melhor (e pior) aconteceu no primeiro dia do Draft da NFL

Foto: Elsa/Getty Images

Fãs da NFL, os três dias mais felizes da intertemporada chegaram! Embora ache que o melhor dia dessa pausa sem futebol americano seja o último, lá pra setembro, os dias em que o Draft acontece mexem com os nervos e o coração de todos os apaixonados por esse esporte. O evento é uma brisa quente nesse longo e tenebroso inverno de sete meses em que a bola oval não voa pelos gramados americanos – dando aquele gostinho do que está por vir. Aguentem firme… Setembro sempre chega!

Antes de analisar o mega evento realizado na calorosa Filadélfia na última quinta-feira (27), vale uma explicação do que é o Draft se você ainda é novato e quer entender do que se trata. Bem, o Draft é um evento realizado anualmente no mês de abril em que os times se reforçam com os melhores jogadores vindos das universidades americanas. Em teoria, cada time possui sete escolhas e vão se revezando para recrutar os melhores talentos disponíveis e que encaixem nas necessidades de seu elenco.

Veja um resumo da noite memorável em Philly:

 

Três times subindo para recrutar quarterbacks!

A classe de quarterbacks foi considerada a mais fraca dos últimos anos – alguns especialistas apontavam apenas um ou dois QBs escolhidos apenas no fim da primeira rodada. Se você me falasse que três equipes iriam trocar valiosas escolhas para subir na ordem e recrutar quarterbacks no top 12 eu iria falar para te internarem no sanatório, mas foi o que aconteceu!

Apesar de não concordar, eu consigo entender essa questão de oferta e demanda na NFL. Esse fato escancara como a liga está carente de bons jogadores na posição e qual o grau de desespero de algumas franquias em encontrar o nome ideal. Está cada dia mais claro que é impossível ser vitorioso sem um quarterback minimamente capaz. Ponto. O maior exemplo disso atualmente é o Houston Texas: um time ajeitadinho e muito bom em quase todas as posições, mas que não chegou a lugar nenhum ano passado sem um bom QB no elenco.

Obviamente Houston foi um dos times que subiram para buscar o seu quarterback – a franquia deu a escolha de primeira rodada de 2018 para os Browns e pulou da 27º para a 12º para recrutar Deshaun Watson, de Clemson. Embora o jovem seja cru em alguns aspectos do jogo, é mais talentoso do que os que estão por lá.

Outra equipe que pegou o elevador para buscar o seu QB do futuro foi o Kansas City Chiefs do brasileiro Cairo Santos. A franquia trocou de lugar com o Buffalo Bills e selecionou Patrick Mahomes com a 10º escolha. Embora eu realmente ache que o QB Alex Smith esteja ficando velho e seja incapaz de levar o time ao título, não concordei muito com essa escolha. Sou totalmente a favor de o time arriscar, só não acho que o jovem vale o investimento. O preço foi salgado: as escolhas 27 e 91 de 2017 mais a de primeira rodada de 2018. “Ouch.” Mahomes tem um canhão no braço e lembra a lenda Brett Favre em alguns aspectos – espero que queime minha língua.

 

Não, Chicago Bears, não!

O terceiro time que subiu na ordem é o Chicago Bears, mas esse caso vale um capítulo à parte. O que a franquia fez ontem entra na galeria de piores escolhas de todos os tempos – do tipo da decisão que pode destruir uma franquia. A burrada foi tão grande que estou até com vergonha de escrever sobre.

Meses após dar um contrato gordo para Mike Glennon na intertemporada, QB medíocre que era reserva no Tampa Bay Buccaneers, a equipe dá um caminhão de escolhas ao San Francisco 49ers (duas de terceira e uma de quarta rodada) para subir UMA posição (da 3º para a 2º) e recrutar Mitchell Trubisky – prospecto BEM mediano de North Carolina. Wow.

Estamos falando de um time com muitos buracos no elenco, principalmente na secundária, e que precisa demais das escolhas para se reconstruir. Mesmo se os Bears tivessem ficado na 3º escolha e escolhido Trubisky seria um grande erro – tal como pegar Blaine Gabbert na frente de J.J. Watt ou Blake Bortles ao invés de Khalil Mack.

 

Browns e Niners mandaram bem demais!

Dois dos piores times dos últimos anos, Cleveland Browns e San Francisco 49ers parecem finalmente estar no caminho certo! Vai aqui os parabéns para os general managers que foram extremamente felizes nas decisões – tanto nas trocas como nos jogadores escolhidos. Muito bem!

Pior time da NFL, disparado, Cleveland precisa de todo e qualquer talento que conseguir. E isso veio no Draft. Após buscar DE Myles Garrett, incontestável o maior talento do evento, os Browns ainda fizeram mais duas escolhas na primeira rodada! O saldo foi extremamente positivo: desceram da 12º para a 25º e reforçaram muito bem a secundária com Jabrill Peppers, subiram para a 29º para buscar o ótimo TE David Njoku e ainda possuem duas escolhas de primeira e segunda rodada no Draft 2018 – que promete ser ainda melhor.

Ver o San Francisco 49ers se reforçando bem também me deixa feliz – o time foi totalmente destruído pelas as administrações ruins dos últimos anos e precisa começar tudo do zero. A defesa que precisa de tanta ajuda ganhou nomes excelentes: o DE Solomon Thomas e o LB Reuben Foster – talento de top10 que despencou por algumas questões extra campo. Eles chegam para melhorar o patamar defensivo dos Niners de forma imediata. E, de bônus, o time ainda faturou as escolhas de terceira e quarta rodada dos Bears. Excelente.

 

Draft voltado para a defesa? Mais ou menos

Muito se especulou ao longo dos últimos meses que este seria o Draft com mais escolhas de jogadores de defesa na primeira rodada pela quantidade de atletas extremamente talentosos disponíveis. Embora realmente tenham sido 19 atletas de defesa dos 32 possíveis, sete das primeiras dez foram de ataque.

 

Tem muito talento ainda disponível!

Nem todos os jogadores listados como prospectos de primeira rodada são escolhidos entre os 32 – o que traz grande expectativa para as rodadas 2 e 3 de hoje à noite. Com apenas dois jogadores de linha ofensiva sendo escolhidos ontem, certamente esse será o foco de muitos times a partir de agora. Eis uma lista de grandes talentos que podem reforçar o seu time hoje:

  • Dalvin Cook, RB, Florida State
  • Budda Baker, S, Washington
  • Forrest Lamp, OT/OG, Western Kentucky
  • Malik McDowell, DL, Michigan State
  • Tim Williams, OLB, Alabama
  • Zach Cunningham, LB, Vanderbilt
  • DeShone Kizer, QB, Notre Dame
  • Sidney Jones, CB, Washington
  • Obi Melifonwu, S, Connecticut
  • Carl Lawson, DE, Auburn
  • Teez Tabor, CB, Florida
  • Cam Robinson, OT, Alabama

 

Lista completa da primeira rodada do Draft 2017:

  1. Cleveland Browns — Myles Garrett, defensive end, Texas A&M
  2. Chicago Bears — Mitchell Trubisky, quarterback, North Carolina
  3. San Francisco 49ers — Solomon Thomas, defensive end, Stanford
  4. Jacksonville Jaguars — Leonard Fournette, running back, LSU
  5. Tennessee Titans — Corey Davis, wide receiver, Western Michigan
  6. New York Jets — Jamal Adams, safety, LSU
  7. Los Angeles Chargers — Mike Williams, wide receiver, Clemson
  8. Carolina Panthers — Christian McCaffrey, running back, Stanford
  9. Cincinnati Bengals — John Ross, wide receiver, Washington
  10. Kansas City Chiefs — Patrick Mahomes, quarterback, Texas Tech
  11. New Orleans Saints — Marshon Lattimore, cornerback, Ohio State
  12. Houston Texans — Deshaun Watson, quarterback, Clemson
  13. Arizona Cardinals — Haason Reddick, outside linebacker, Temple
  14. Philadelphia Eagles — Derek Barnett, defensive end, Tennessee
  15. Indianapolis Colts — Malik Hooker, safety, Ohio State
  16. Baltimore Ravens — Marlon Humphrey, defensive back, Alabama
  17. Washington Redskins — Jonathan Allen, defensive end, Alabama
  18. Tennessee Titans — Adoree’ Jackson, cornerback, USC
  19. Tampa Bay Buccaneers — O.J. Howard, tight end, Alabama
  20. Denver Broncos — Garett Bolles, tackle, Utah
  21. Detriot Lions — Jarrad Davis, linebacker, Florida
  22. Miami Dolphins — Charles Harris, defensive end, Missouri
  23. New York Giants — Evan Engram, tight end, Ole Miss
  24. Oakland Raiders — Gareon Conley, cornerback, Ohio State
  25. Cleveland Browns — Jabrill Peppers, safety, Michigan
  26. Atlanta Falcons — Takkarist McKinley, outside linebacker, UCLA
  27. Buffalo Bills — Tre’Davious White, cornerback, LSU
  28. Dallas Cowboys — Taco Charlton, defensive end, Michigan
  29. Cleveland Browns — David Njoku, tight end, Miami
  30. Pittsburgh Steelers — T.J. Watt, linebacker, Wisconsin
  31. San Francisco 49ers — Reuben Foster, linebacker, Alabama
  32. New Orleans Saints — Ryan Ramczyk, tackle, Wisconsin

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar