Ganhador.com

Brasileirão Série A

Brasileirão 2017: Coritiba é (bem) favorito contra o Bahia. Confira os prognósticos do encerramento da 7ª rodada!

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

Embora tricolor baiano esteja em campanha positiva, gigante paranaense leva vantagem nos resultados e no fator casa

O que poucos imaginavam antes do Brasileirão está durando mais rodadas até do que o mais otimista poderia imaginar. É com a possibilidade de abrir disputa com o líder Corinthians que o Coritiba entra em campo diante da sua torcida às 16h desta quinta-feira (15) contra o Bahia, no Couto Pereira, pela sétima rodada do Brasileirão.

   

PREVISÃO DE CASA CHEIA

Invicto há quatro rodadas, o “Coxa Branca” espera poder contar com estádio lotado, pois o clube tem ocasião perfeita para isto nesta quinta. Além da excelente posição na tabela, a equipe joga em casa e na tarde do feriado de Corpus Christi, com toda a disponibilidade e motivação possíveis para um bom público.

A decolagem do Coritiba começou na terceira rodada – na segunda, o clube havia perdido para o Santos. O “Coxa” emendou então triunfos seguidos contra Vitória, Palmeiras e o clássico com o Atlético-PR. A última rodada foi marcada pelo empate por 2×2 com o Botafogo no Rio de Janeiro. O Coritiba soma 13 pontos em 18 possíveis.

Uma dificuldade crônica do clube e de muitas equipes do futebol brasileiro é a verdadeira impossibilidade de se repetir uma equipe titular. Os motivos são os mais variados. Passam pelas contusões e pelas suspensões e também por transferências de jogadores que deixam o clube para atuar em outra agremiação tanto do futebol local quanto internacional.

É um pouco este o caso do técnico Pachequinho no Coritiba. Ele não vai poder contar com o lateral-esquerdo William Matheus, de positivo rendimento no Brasileirão até aqui. Carleto e Henrique são os candidatos a ocupar esta vaga – com vantagem para Carleto, contratado justamente antes do campeonato.

Se não terá o lateral, Pachequinho ao menos vai poder contar com o volante Matheus Galdezani, que volta de suspensão automática.

“O Coritiba sempre teve uma ótima estrutura e a comissão técnica que agora vem dando um apoio essencial aos jogadores”, analisou o lateral-direito Dodô, que atuou em todas as partidas do clube no Brasileirão até aqui. “A grande motivação do grupo é exatamente esta, é mostrar que todos nós estamos focados em um objetivo que tem tudo para ficar marcado tanto na vida do clube como de cada um de nós”, concluiu.

   

ALTOS E BAIXOS

O adversário do Coritiba nesta tarde está em uma verdadeira gangorra. O Bahia estacionou nos nove pontos e vive uma fase de incertezas, especialmente quando joga fora de casa – foi o que ocorreu na última partida, em Porto Alegre, quando perdeu para o Grêmio por 1×0 na segunda-feira passada.

Há outro fator de preocupação para a equipe comandada por Jorginho, o lateral-direito do tetracampeonato da seleção brasileira: o Bahia não vence o Coritiba desde 1985, constituindo um dos tabus mais duradouros do futebol brasileiro no momento.

O oscilante Bahia estreou no Brasileiro com um empolgante 6×2 sobre o Atlético-PR, mas na sequência perdeu para o Vasco por 2×1, na primeira queda como visitante. Depois, outra derrota fora (1×0 para o Botafogo) e mais um triunfo diante de sua torcida (3×0 no Atlético-GO). A série de altos e baixos foi vista no último par de partidas, com a surpreendente vitória por 1×0 sobre o Cruzeiro na Fonte Nova e a já mencionada derrota por 1×0 para o Grêmio.

“É começo de campeonato e começo de trabalho, então é normal que o grupo oscile”, analisou o técnico Jorginho, que não se esquivou da responsabilidade de conduzir a equipe a dias melhores. “Fui muito bem acolhido na cidade e no clube, então este carinho é muito útil para empurrar a gente sempre a um detalhe a mais, a um capricho a mais que certamente pode fazer diferença quando estivermos em campo”, finalizou.

Os prováveis titulares do técnico Pachequinho no Coritiba são:Wilson; Dodô, Werley, Márcio e Thiago Carleto; Alan Santos, Matheus Galdezani e Tiago Real; Henrique Almeida, Kleber e Rildo.

O Bahia de Jorginho deve ir a campo com Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca (Rodrigo Becão) e Matheus Reis; Renê Júnior e Edson (Juninho); Zé Rafael, Allione e Vinícius; Edigar Junio.

   

PROGNÓSTICO

Há uma diferença clara de ânimo e de confiança entre as duas equipes. Enquanto o Coritiba está demonstrando capacidade de vencer times grandes, o Bahia está praticamente lidando com um trauma de sempre perder fora de casa. Não será desta vez que a série visitante terá outro desfecho. A tarde é propícia para uma vitória do Coritiba em casa – cravamos um placar de 3×1.

Confira os jogos que fecham a 7ª rodada do Brasileirão Série A 2017:

   

QUINTA-FEIRA, 15 DE JUNHO

  • 16h00: Coritiba x Bahia
    Palpite: 3×1 Coritiba
  • 21h00: Fluminense x Grêmio
    Palpite: 2×1 Grêmio

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar