UFC

Brasileira Jessica Andrade vai disputar cinturão do UFC contra Joanna Jedrzejczyk

Foto: AP Photo/David Dermer

Depois de ter o nome de Junior Cigano anunciado como próximo desafiante ao cinturão dos pesados contra Stipe Miocic, no UFC 211, o Brasil está perto de conhecer mais uma esperança de título na maior organização de MMA do mundo. Depois de vencer a Angela Hill no UFC Houston, no último dia 4 de fevereiro, Jessica Andrade recebeu as aprovações do presidente do UFC Dana White e da campeã Joanna Jedrzejczyk (o suficiente para ver o sonho se tornar realidade) para ser confirmada como próxima desafiante ao cinturão da categoria peso-palha feminino do UFC.

Momentos após sua última luta, Dana, que não gosta de falar sobre o futuro de determinados lutadores logo após o evento, garantiu que a brasileira merece encarar Joanna em sua próxima defesa de título. Dias depois, Jedrzejczyk, atual campeã da divisão, declarou que “está feliz” por ter Andrade como sua próxima rival dentro do octógono mais famoso do mundo.

O caminho de Jessica até a chance ao título — se confirmada — foi de altos e baixos. Ela estreou no Ultimate atuando pela categoria dos galos, em julho de 2013. Depois de sete lutas na divisão, a brasileira acumulou três derrotas. A última aconteceu em setembro de 2015, quando ela foi finalizada por Raquel Pennington. Depois disso, Jessica decidiu descer de peso e sair do peso-galo (até 61,2kg) para o Peso-palha (até 52,2kg). A decisão foi acertada. Como resultado, a brasileira soma três vitórias consecutivas na nova categoria e agora é merecedora de uma chance pelo título.

O confronto é duro. Joanna segue sendo a número um da divisão e tem em sua maior qualidade a incessante busca por evolução. Fora que está muito mais acostumada a fazer lutas de cinco rounds do que a brasileira, que nunca fez. Por outro lado, Jessica é agressiva, confiante e não tem medo. Ela pode complicar o jogo da campeã assim como fez Karolina Kowalkiewicz, no UFC 205, em novembro. Se encaixar sua trocação e acertar Jedrzejczyk, pode assustar a polonesa. É claro que Joanna é a favorita, mas Jessica tem boas chances se conseguir impor uma estratégia eficiente.

Se confirmada como rival na próxima defesa de título de Joanna Jedrzejczyk, que ainda não tem data e nem local para acontecer, Jessica Andrade pode ser a chance do Brasil alcançar o quarto título no UFC. Atualmente, José Aldo e Amanda Nunes são campeões absolutos, e Cigano terá sua chance em maio. Em poucos meses, o Brasil pode melhorar sua situação no mundo das lutas. E Jessica Andrade pode ser parte disso.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.