Ganhador.com

Copa Rio

Boavista e Americano decidem Copa Rio, que vale vaga na Série D do Brasileirão

Foto: Americano Site Oficial / Ascom / Reprodução

Vencedor do torneio estadual pode escolher qual competição nacional disputar

O futebol carioca deu sinais de evolução nesta temporada, com a Portuguesa tendo lutado pelo acesso na Série D do Brasileirão e o Volta Redonda batendo na trave na Série C. Além disso, clubes tradicionais como Goytacaz e América confirmaram suas voltas para a elite estadual. Falta agora o capítulo final da Copa Rio, para definir as últimas vagas das competições nacionais do ano que vem. Isso porque quem vencer o duelo entre Boavista e Americano, nesta quarta-feira, em Cardoso Moreira, poderá escolher entre disputar a quarta divisão do Campeonato Brasileiro ou a Copa do Brasil de 2018.

 

Prêmio de consolação

Se levantar a taça, o Americano pode se inspirar no Capitão Nascimento e falar “Eu não caí para baixo, parceiro, eu caí para cima”. Isso porque faz 11 dias que o clube foi derrotado pelo seu maior rival, o Goytacaz, e perdeu a chance de retornar à Série A do estadual. Agora, o time já sabe que disputará alguma competição nacional no ano que vem, mas em caso de título, muito provavelmente decidirá pelo retorno a uma divisão nacional, o que seria um excelente fim de ano.

Apesar da sua vantagem ser perigosa, a equipe de Campos entra com moral também por toda campanha que fez até aqui, eliminando times da elite do Rio, como Macaé e Bangu, e ainda o São Gonçalo, que é um dos pequenos que mais investe atualmente. Além disso, atua com o seu mando de campo, apesar de ser disputado em Cardoso Moreira. Com isso, a chance de segurar ao menos um empate é grande.

 

Chegou a hora de ter sucesso em campo

Desde os tempos que chegou a fechar a contratação do craque Vieri, em 2011, o Boavista segue prometendo grandes feitos no Rio de Janeiro, mas tem passado longe disso. Apesar do artilheiro italiano não ter vindo, o clube ao longo destes sete anos utilizou muitos atletas com passagens por equipes mais tradicionais, como o goleiro Felipe, o zagueiro Antônio Carlos e o meia Fellype Gabriel – que segue no elenco.

Só que mesmo com o alto investimento, o time jamais venceu a Copa Rio, nem conquistou um acesso no Brasileirão, façanhas que Madureira, Macaé, Bangu e Volta Redonda já conseguiram.

Para este ano, novamente a chance bateu a porta, mas a dificuldade de achar o gol na primeira partida e o castigo de sofrer um no final deixariam a situação bastante difícil. O que pode ajudar o Boavista será usar o psicológico contra o Americano, que certamente está traumatizado por também deixar vantagens escaparem em jogos decisivos.

 

Retrospecto de Boavista x Americano

As equipes se enfrentaram nove vezes em partidas oficiais e a vantagem é da equipe de Saquarema, que levou a melhor em quatro oportunidades, contra duas do time de Campos e três empates.

No entanto, como os clubes são de divisões diferentes no estadual, não duelavam desde 2012, quando ficaram no empate em 1 a 1. Um detalhe importante é que o Boavista jamais venceu o confronto com o mando de campo pertencendo ao Americano.

 

Prováveis escalações

Os dois clubes devem repetir a escalação do primeiro jogo da final.

Americano: Adilson; Wander, Thiago, Henrique e Rafinha; Espinho, Abuda, Flávio, Ferrugem e Carlos André; Jairo Paraíba.

Boavista: Rafael; Thiaguinho Silva, Kadu Fernandes, Anderson Luiz e Júlio Cesar; Willian Maranhão, Júlio Nascimento, Léo Pimenta e Fellype Gabriel; Caio e Leandrão

 

Título inédito

Quem vencer nesta quarta-feira conquistará a competição pela primeira vez na história. O Americano é o que tem o trauma maior, pois decidiu a Copa Rio em duas ocasiões, mas em ambas foi derrotado. Em 1991, quando os grandes do Rio ainda participavam, o time de Campos caiu para o Flamengo, por 3 a 0 e 2 a 1. Em 2008 veio mais um vice-campeonato, contra o Nova Iguaçu, com reveses por 1 a 0 e 3 a 2.

O Boavista apareceu na decisão somente em 2013 e até venceu o Duque de Caxias por 1 a 0 no primeiro jogo, porém, perdeu por 3 a 1 na volta e ficou sem a taça. Curiosamente, o clube precisa exatamente desta virada nesta edição.

 

Palpite

O Americano entra em campo na frente e já teve a experiência de deixar um empate escapar há duas semanas pela Série B do estadual. Essa experiência deve fazer a diferença e o clube de Campos conseguirá segurar o adversário.

 

Final da Copa Rio

Quarta-feira, 27 de setembro

  • 20:00 – Americano x Boavista. Palpite: Empate em 1 a 1

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar