Ganhador.com

Futebol

Até onde pode chegar o Palmeiras na temporada?

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Título da Libertadores ficou mais fácil que o do Brasileirão.

Antes da temporada começar, o Palmeiras era apontado como o time a ser batido em 2017. Campeão Brasileiro do ano passado, especulava-se que o Porco tinha o melhor plantel do Brasil, ao lado do Atlético-MG e do Flamengo. O que se viu em campo foi outra realidade. Atuações ruins e dificuldades para se impor contra participantes menos expressivos. Até o título estadual se perdeu. No segundo semestre, o Verdão ainda poderá dar alegrias ao seu torcedor. Será que dá?

 

Análise alviverde

O Palmeiras começou o ano com Eduardo Baptista comandando a equipe. Como vocês lerão abaixo em mais detalhes, o investimento de contratações e salários não correspondeu proporcionalmente ao desempenho em campo. Foi preciso chamar Cuca, o atual “professor” do departamento de futebol.

Aos poucos, o Porco tem melhorado o rendimento e dado menos sustos na torcida. O Palmeiras hoje está entre os quatro melhores da Série A e classificado para as oitavas da Libertadores e para as quartas da Copa do Brasil. Para progredir, algumas mudanças no elenco foram necessárias. Rafael Marques, Victor Hugo, Alecsandro e Vitão foram dispensados e foram respectivamente para Cruzeiro, Fiorentina, Coritiba e de volta para a base da Academia.

Os demais titulares continuam. O goleiro Fernando Prass faz (mais) um excelente ano. Yerry Mina e Luan são os destaques da zaga, assim como Mayke na lateral-direita. Alejandro Guerra e Borja são os principais nomes de um meio-campo cada vez mais adaptado para conduzir a bola entre defesa e ataque. A dupla de ataque formada por Dudu e Willian já chamou atenção no exterior. É possível que o primeiro já assine com o Besiktas esta semana. E não se ganha título com apenas onze jogadores. É por isso que o clube se dá ao luxo de ter o polêmico Felipe Melo no banco. Ele teve sua pena reduzida pela CONMEBOL e precisará cumprir apenas mais 90 minutos de suspensão.

      

Palmeiras encara o Barcelona

A Taça Libertadores da América é a competição prioritária de qualquer instituição brasileira quando esta chega lá. A responsabilidade aumenta quando você é o atual campeão nacional. Com um elenco caro, graças a um patrocinador forte, esperava-se que a grande ameaça para o troféu não ficar em São Paulo viria de rivais do próprio Brasil. Por enquanto, isso não tem acontecido. O Verdão tem sofrido. Foi assim no empate contra o Atlético Tucumán, fora de casa; e contra o Jorge Wilstermann diante de sua torcida. Diante do Peñarol foram dois testes para cardíaco! A zebra desfilou na derrota para o modesto Aviador boliviano. Finalmente, um triunfo sem sustos veio na última rodada diante dos argentinos.

O rival das oitavas de final é o bom quadro do Barcelona. Os equatorianos desclassificaram o atual campeão Nacional-COL e o tradicional Estudiantes. A partida de ida será amanhã, em Guayaquil, e a de volta será no dia 09.

Agora engrenados, os paulistas são favoritos.

 

No G-4

Após 11 rodadas disputadas na liga, o Palmeiras soma 19 pontos (58% de aproveitamento) e se mantém no G-4, o que lhe garantiria na fase de grupos da Taça Libertadores da América de 2018. O grande desafio do torneio ligueiro é como tirar a desvantagem de dez pontos que o separam do Corinthians. Uma das maneiras é ganhar os dois Dérbis Paulistanos, o que poderia fazer a diferença cair para quatro pontos.

No Brasileirão, o Verdão começou muito bem goleando o Vasco. Depois, veio uma sequência de seca de vitórias. Foram derrotas para Chapecoense e São Paulo, empate com o Atlético-MG e novo revés diante do Coritiba. O jejum de foi quebrado contra o Fluminense, só que logo no encontro seguinte, voltou a perder: o Santos foi o algoz. Após os altos e baixos, os palmeirenses conseguiram 12 pontos em 12 ao superar Atlético-GO, Bahia, Grêmio e Ponte Preta.

No turno, ainda resta viajar para pegar Cruzeiro, Flamengo, Sport e Botafogo. Em domicílio, enfrentará Corinthians, Vitória, Avaí e Atlético-PR.

 

Alerta ligado na Copa do Brasil

O Palmeiras estreou na Copa do Brasil nas oitavas de final contra o Internacional, que havia sido o carrasco do Corinthians. O Porco passou pelo Saci-Pererê nos gols marcados fora de casa: 1 a 0 e 1 a 2.

Nas quartas de final, os paulistanos escaparam de um grande vexame. Após estarem perdendo por 3 a 0 para o Cruzeiro diante de sua torcida, os atletas correram atrás e conseguiram igualar a peleja. No entanto, quem terá a vantagem do empate sem gols na volta é a agremiação mineira, que marcou três na estrada.

 

Decepção no Paulistão

O Palmeiras decepcionou no Paulistão. Melhor campanha da fase de grupos com oito vitórias, um empate e três derrotas (diante de Corinthians, Ituano e Ponte Preta), o Verdão eliminou o Grêmio Novorizontino nas quartas de final (3 a 1 e 3 a 0) mas tomou um sacode da Ponte Preta nas semifinais (0 a 3 e 1 a 0) e teve que assistir pela televisão a festa corintiana.

O Porco não levou o Paulistão, mas até para um Barcelona (o da Espanha) que tem o trio mais caro do mundo de Messi, Suarez e Neymar, é quase impossível ganhar todos os troféus que disputa. Dos males, o menor. Com tantas estrelas no elenco e o belo trabalho de Cuca, não seria surpresa nenhuma que o Palmeiras arrancasse para vencer a Libertadores e chegasse forte no Mundial contra o Real Madrid!

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar