Ganhador.com

Fórmula 1

GP da Espanha pode trazer grandes mudanças na temporada da Fórmula 1!

Foto: Mark Thompson/Getty Images

Hora de mudança na Fórmula 1! Como já é tradicional, a principal categoria do automobilismo mundial desembarca na Catalunha com a promessa de alterações nos carros que podem influenciar diretamente na briga pelo título da temporada 2017! O ronco dos motores começa a subir já nos treinos da próxima sexta-feira (12) e a esperada largada está marcada para o tradicional horário das 9h da manhã (de Brasília). A promessa é de muita emoção e bastante equilíbrio em solo espanhol!

Mas por que as mudanças acontecem somente agora se já estamos na quinta corrida do ano?  Pois as equipes em um passado recente costumam implementar importantes modificações em seus carros, em especial no conjunto aerodinâmico, no início da temporada europeia da categoria que, nos últimos anos, tem sido na Espanha. Lendo assim pode não parecer algo significativo, mas, pode confiar, essas mudanças serão cruciais para o andamento da temporada.

Especialmente porque as mudanças de regulamento para 2017, com pneus mais largos e unidades motrizes mais potentes vêm tirando o sono dos projetistas – que ainda estão tentando entender todo o potencial que o modelo novo permite. A margem de desenvolvimento é enorme!

Ainda mais se levar em conta que o campeonato de construtores está extremamente equilibrado: a Mercedes está com 136 pontos contra 135 da Ferrari. Nesse cenário, qualquer décimo de segundo a mais do rival pode fazer total diferença ao longo do ano! O GP da Espanha pode determinar que uma delas passe a se impor sobre a outra. Vale ficar ligado!

 

Será a redenção de Lewis Hamilton?

Talvez o piloto que mais esteja esfregando as mãos com as possíveis mudanças aerodinâmicas seja Lewis Hamilton. Grande favorito para a temporada 2017, o inglês chegou a liderar o campeonato, mas caiu demais de produção nas últimas duas provas – especialmente na última na Rússia. Em poucas palavras: Hamilton não foi Hamilton. Ele teve um final de semana para apagar da memória rendendo muito abaixo do esperado. Talvez essa seja a motivação que faltava para ele voltar a ser o “Inglês Voador” que todos conhecem.

 

Vettel segue em grande fase

A má fase de Hamilton fez com que ele caísse para a segunda colocação – 13 pontos atrás do líder Sebastian Vettel. Em momento totalmente oposto ao inglês, o piloto da Ferrari segue na melhor forma dos últimos anos – lembrando aquele tetracampeão mundial que todos se acostumaram a ver. Com tal vantagem, ele pode até ficar na segunda colocação em solo espanhol que ainda sim segue na ponta da competição.

Como a escuderia italiana promete várias alterações no Ferrari SF70H, pode ser que o alemão se consolide ainda mais como ‘o piloto a ser batido’ em 2017. Vettel certamente é o principal favorito a levantar o caneco na Catalunha – ele se mostrou extremamente regular nas quatro corridas do ano e teve totais condições de sair com a vitória na Rússia.

 

Bottas pode voltar a surpreender

Se Vettel e Hamilton não venceram em Sochi, quem levantou o caneco? Valtteri Bottas! Certamente o “Inglês Voador” ficou extremamente feliz quando a Mercedes anunciou o finlandês no lugar do aposentado, e atual campeão, Rosberg como seu companheiro de equipe. O que ele, e poucos, imaginavam é que Bottas fosse se adaptar tão rapidamente!

Se a pole position no Bahrein já havia sido um indicativo, a vitória na Rússia foi a afirmação de que o finlandês veio para ficar em 2017. Mesmo sem ser genial, Bottas entendeu perfeitamente o grau de exigência para ser extremamente regular e minimizar os erros. Claramente com um carro mais lento do que as Ferraris, ele simplesmente ultrapassou os dois carros italianos, na pista, e sustentou a primeira posição até receber a bandeirada quadriculada na Rússia. Hamilton que se cuide, pois o finlandês veio para ficar!

 

Dez vencedores nas últimas dez corridas na Catalunha

Este é um fato extremamente curioso: nenhum piloto conseguiu embalar duas vitórias consecutivas nos últimos dez anos. Até parecia que isso iria finalmente acabar no ano passado, mas o garoto Verstappen se aproveitou de uma confusão envolvendo os dois carros da Mercedes e conquistou a primeira, talvez de muitas, vitórias da carreira com apenas 16 anos!

Da lista dos principais favoritos, apenas Valtteri Bottas, da Mercedes, e Daniel Ricciardo da Red Bull ainda não venceram na Catalunha. Lembrando que o brasileiro Felipe Massa venceu em 2007 e não pode entrar nessa conta. Será que vem o 11º ano consecutivo com campeões diferentes? Nunca é sábio ir contra um tabu desses!

 

Confira a classificação do campeonato:

  1. Sebastian Vettel    86
  2. Lewis Hamilton    73
  3. Valtteri Bottas      63
  4. Kimi Raikkonen    49
  5. Max Verstappen 35
  6. Daniel Ricciardo    22
  7. Sergio Perez        22
  8. Felipe Massa       18
  9. Carlos Sainz Jr.     11
  10. Esteban Ocon        9
  11. Nico Hulkenberg     6
  12. Romain Grosjean   4
  13. Kevin Magnussen   4
  14. Daniil Kvyat             2
  15. Pascal Wehrlein     0
  16. Lance Stroll            0
  17. Antonio Giovinazzi 0
  18. Jolyon Palmer        0
  19. Stoffel Vandoorne  0
  20. Fernando Alonso   0
  21. Marcus Ericsson   0

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar